A B C D E F H I J L M N O P Q R S T U V

DICIONÁRIO   FINANCEIRO

LAIR Lucro antes do Imposto de Renda. Através do Demonstrativo de Resultado do Exercício (DRE) da empresa, chega-se ao LAIR. O LAIR é uma medida do lucro da empresa, baseada em sua capacidade de gerar receita com sua atividade e na forma como ela se relaciona com o mercado financeiro. Ou seja, se a empresa é superavitária, o LAIR mede os ganhos obtidos com a empresa na forma de juros. Se a empresa tiver dívidas e recorrer ao mercado financeiro, o LAIR também mostra como o pagamento de juros está refletindo no lucro da empresa.
LAJIR Lucro antes dos juros e Imposto de Renda. Pelo DRE, também pode-se chegar ao LAJIR. Por não considerar os ganhos e perdas com os juros, o LAJIR mede o lucro da empresa em sua atividade principal. É uma indicação precisa do desempenho da empresa somente no seu negócio principal.
Lançador No mercado de opções, aquele que vende uma opção, assumindo a obrigação de, se o titular exercer, vender ou comprar o lote de ações - objeto a que se refere.
Lançamento de opções Operação de venda que dá origem às opções de compra ou de venda.
Lance Preço oferecido em pregão para a compra ou venda de um lote de títulos, pelos representantes das sociedades corretoras.
Lastro Garantia implícita em um ativo. Dizemos, por exemplo, que uma moeda tem lastro quando o seu valor é garantido e não se questiona sua aceitabilidade.
Leilão de ações Quando uma ação não é negociada há muito tempo e seu preço de mercado já é incerto, no momento da próxima negociação, a Bovespa faz um leilão para chamar a atenção dos outros investidores do negócio que está sendo realizado com a ação. O mesmo acontece quando a ação apresenta um volume ou valorização acima do normal. A bolsa coloca a ação em leilão para alertar os investidores que há algo fora do comum.
Leilão especial Sessão de negociação em pregão, em dia e hora determinados pela bolsa de valores em que se realizará a operação.
Letra de câmbio Título de crédito, emitido por sociedades de crédito, financiamento e investimento, utilizado para o financiamento de crédito direto ao consumidor.
Letra imobiliária Título emitido por sociedades de crédito imobiliário, destinado à captação de recursos para o financiamento de construtores e adquirentes de imóveis.
Leveraged Buyout Quando uma empresa usa fundos de terceiros para realizar a aquisição de outra empresa (takeover).
LFT Sigla para Letras Financeiras do Tesouro. Trata-se de uma modalidade de empréstimo do Governo brasileiro, na qual ele lança LFTs no mercado para captar recursos. As instituições financeiras interessadas compram essas LFTs (portanto cedendo dinheiro ao Governo) e as resgatam no período e valores previamente combinados. Estes papéis são pós-fixados, rendendo a taxa acumulada no mercado SELIC.
LFTE Sigla para Letras Financeiras do Tesouro Estadual
Títulos idênticos às LFTs, só que emitidos por Governos Estaduais.
LIBOR London Interbank Offer Rate. Taxa cobrada pelos principais bancos de crédito para conceder empréstimos em dólares.
Limite de Crédito Valor máximo a ser utilizado mensalmente em compras pelo cliente.
Liquidez Maior ou menor facilidade de se negociar um título ou um ativo, convertendo-o em dinheiro. Um investimento tem maior liquidez, quanto mais fácil for a conversão em dinheiro e quanto menor for a perda de valor envolvida nesta transação
Liquidez contábil Mede a velocidade em que os ativos podem ser transformados em dinheiro.
Longo prazo Período no qual todos os custos e fatores de produção podem ser alterados. Na contabilidade é um período que se extende por mais de um exercício.
Lote Quantidade de títulos de característica idênticas.
Lote fracionário Quantidade de ações inferior ao lote-padrão.
Lote-padrão Lote de títulos de características idênticas e em quantidade pré-fixada pelas bolsas de valores.
Lote-redondo Lote totalizando um número inteiro de lotes-padrões.
LTN Sigla para Letras do Tesouro Nacional.
Título de dívida pré-fixado usado pelo Tesouro como instrumento de captação de recursos.
Lucratividade Ganho líquido total propiciado por um título. Em bolsa, o lucro líquido proporcionado por uma ação, resultante de sua valorização em pregão em determinado período e do recebimento de proventos:
- dividendos, bonificações e/ou direitos de subscrição
- distribuídos pela empresa emissora, no mesmo intervalo de tempo
Lucratividade média Média das várias lucratividade alcançadas por um título em diversos períodos.
Lucro Remuneração advinda de uma operação. No contexto empresarial, lucro é o resultado de receita menos despesa.
Lucro Bruto É o resultado apurado do total de receitas menos o total de despesas de uma empresa, não considerando a dedução de IR e as participações.
Lucro Líquido É o saldo que resulta após a dedução de imposto de renda e diversas participações sobre o Lucro Bruto.
Lucro líquido por ação Ganho por ação obtido durante um determinado período de tempo, calculado por meio da divisão do lucro líquido de uma empresa pelo número existente de ações.
Lucro Reinvestido Os lucros apresentados pela empresa no final do período não são distribuídos aos acionistas, ao invés disso eles são destinados a novos investimentos no crescimento da empresa.
Lucro retidos Ao final do período, a empresa distribui parte de seus lucros a seus acionistas na forma de dividendos e mantém parte deles como lucros retidos. Funcionam como uma reserva para empresa para momentos difíceis e para o pagamento, quando conveniente, dos juros sobre capital próprio.