A B C D E F H I J L M N O P Q R S T U V

DICIONÁRIO   FINANCEIRO

Obrigação Dívida de uma empresa.
Oferta agregada A oferta agregada de uma economia é o conjunto de todos os bens e serviços nacionais e importados que são oferecidos no mercado deste país.
Oferta de direitos Oferta feita por uma empresa a seus acionistas, dando-lhes a oportunidade de comprar novas ações por um preço determinado, em geral abaixo do preço corrente do mercado, e dentro de um prazo relativamente curto.
Oferta pública de compra Proposta de aquisição, por um determinado preço, de um lote específico de ações, em operação sujeita a interferência.
Oferta pública de venda Proposta de colocação, para o público, de um determinado número de ações de uma empresa.
OMC Sigla que identifica a Organização Mundial de Comércio. Órgão máximo do comércio mundial, lhe compete regular e fiscalizar a prática comercial entre os países.
ON Sigla que indica que determinada ação é ordinária e por isso proporciona ao seu portador o direito de voto nas decisões da empresa, característica de toda ação ordinária.
Ondas de Elliott Metodologia criada pelo contador Ralph Elliott, para prever e explicar o movimento dos preços das ações. É uma ferramenta usada pela análise técnica, que usa seqüências de ondas de altas e de baixas como instrumento de previsão.
Opção Alternativa de investimento baseada em um outro ativo. Vide mercado de derivativos.
Opção americana Opção que pode ser exercida em qualquer momento até o vencimento.
Opção de compra de ações Direito outorgado ao titular de uma opção de, se desejar, adquirir do lançador um lote-padrão de determinada ação, por um preço previamente estipulado, durante o prazo de vigência da opção.
Opção de Swap Quem compra uma opção de swap adquire o direito de fazer um swap em uma data especificada. Quem vende assume a garantia de fornecer o swap, caso o comprador solicite.
Opção de venda de ações Direito outorgado ao titular de uma opção de, se o desejar, vender ao lançador um lote-padrão de determinada ação, por um preço previamente estipulado, na data de vencimento da opção.
Opção européia Opção que só será exercida na data do vencimento.
Opções sobre o índice Bovespa - OIB Proporcionam a seus possuidores o direito de comprar ou vender um índice Bovespa até (ou em) determinada data. Tanto o Prêmio como o preço de exercício dessas opções são expressos em pontos do índice, cujo valor econômico é determinado pela BOVESPA
Open market No sentido amplo, é qualquer mercado sem local físico determinado e com livre acesso à negociação. No Brasil, porém, tal denominação se aplica ao conjunto de transações realizadas com títulos de renda fixa, de emissão pública ou privada.
OPEP Organização dos Países Exportadores de Petróleo. Organização que reúne os 11 maiores produtores de petróleo do mundo, responsáveis por 40% da produção mundial e possuidores de mais de três quartos das reservas de petróleo no mundo. Com isso, a OPEP define os rumos da oferta de petróleo mundial. Os 11 países membros são: Argélia, Indonésia, Irã, Iraque, Kuwait, Líbia, Nigéria, Catar, Arábia Saudita, Emirados Árabes Unidos e Venezuela.
Operação Jargão do mercado financeiro usado para toda e qualquer transação mobiliária, tais como a compra de uma ação, a concessão de um empréstimo, aplicação num fundo de investimento, emissão de um DOC, etc.
Operação de Câmbio Uma operação de câmbio envolve a negociação de moeda estrangeira através da troca da moeda de um país pela de outro. Uma pessoa que pretende viajar para o exterior precisa fazer uma operação de câmbio, trocando seus reais pela moeda do país a ser visitado.
Operação de Câmbio Flutuante Realizar a conversão de Reais por dólar no mercado flutuante. Vide dólar flutuante.
Operação de Câmbio Negro ou Câmbio paralelo Realizar a conversão de Reais por dólar no mercado paralelo. Vide dólar paralelo.
Operação de financiamento Consiste na compra a vista de um lote de ações e sua venda imediata em um dos mercados a prazo; a diferença entre os dois preços é a remuneração da aplicação pelo prazo do financiamento
Operações Compromissadas Vide ADLIC.
Operador de pregão Representante de uma sociedade corretora, que executa ordens de compra e de venda de ações no pregão de uma bolsa de valores.
Operador do sistema eletrônico Representante de uma sociedade corretora, que executa ordens de compra e de venda de ações e/ou opções, pelo sistema de pregão eletrônico da Bovespa.
Ordem Instrução dada por um cliente a uma sociedade corretora, para a execução de compra ou venda de valores mobiliários.
Ordem a mercado Quando só há a especificação da quantidade e das características de um valor mobiliário. Deve ser efetuadas desde o momento de seu recebimento no pregão.
Ordem Administrada O investidor especifica somente a quantidade e as características dos valores mobiliários ou direitos que deseja comprar ou vender. A execução da ordem ficará a critério da corretora.
Ordem casada Composta por uma ordem de compra e uma outra de venda de um determinado valor mobiliário. Sua efetivação só se dará quando ambas puderem ser executadas.
Ordem de financiamento Constituída por uma ordem de compra (ou venda) de um valor mobiliário em um tipo de marcado e uma outra concomitante de venda (ou compra) de igual valor mobiliário no mesmo ou em outro mercado, com prazos de vencimento distintos.
Ordem discricionária Pessoa física ou jurídica que administra carteira de títulos e valores mobiliários ou um representante de mais de um cliente estabelecem as condições de execução da ordem. Após executada, o ordenante indicará:
- o nome do investidor (ou investidores);
- a quantidade de títulos e/ou valores mobiliários a ser atribuída a cada um deles; - preço.
Ordem Limitada No caso do investidor querer delimitar um preço para venda, estando satisfeito com o lucro já atingido, ele pode colocar uma oferta de venda ao preço desejado, e a venda vai ser executada quando houver oferta de compra nesse preço ou em outro melhor. A esse procedimento, damos o nome de ordem limitada. No caso do investidor querer delimitar um preço de compra, definindo o valor máximo que ele está disposto a pagar por aquela ação, ele pode colocar uma oferta de compra ao preço desejado. Esta compra vai ser executada quando houver oferta de venda nesse preço. A esse procedimento, tambem damos o nome de ordem limitada.
Ordem on-stop O investidor determina o preço mínimo pelo qual a ordem deve ser executada. 
ordem on-stop de compra - O investidor decide que quando a ação chegar a um certo preço, ele quer comprá-la. A partir desse momento a corretora vai executar a compra pelo preço mais próximo possível àquele solicitado pelo investidor;
ordem on-stop de venda - Para evitar maiores prejuízos, o investidor define que se sua ação cair até um determinado preço, a corretora deve vendê-la, pelo melhor preço que conseguir no mercado.
Oscilação Variação (positiva ou negativa) verificada no preço de um mesmo ativo em um determinado período de tempo.
OTAN Organização do Tratado do Atlântico Norte. Reúne os países de maior força militar e econômica do mundo, que se reúnem para analisar e combater embates internacionais. Os 19 países membros são: Bélgica, Canadá, República Tcheca, Dinamarca, França, Alemanha, Grécia, Hungria, Islândia, Itália, Luxemburgo, Holanda, Noruega, Holanda, Portugal, Espanha, Turquia, Inglaterra e Estados Unidos.
Otimização do Portfólio Processo de escolha de ativos em um portfólio (carteira) buscando eliminar riscos, tendo como meta uma determinada rentabilidade. Para cada rentabilidade esperada há uma composição ótima de ativos em um portfólio que minimiza os riscos corridos.
Over / Overnight Operações realizadas diariamente pelos bancos no mercado aberto, para obter recursos para financiar as suas posições em títulos públicos. Repassam esses títulos aos investidores com o compromisso de recomprá-los no dia seguinte, pagando uma taxa diária. Estas operações estão restritas às instituições financeiras.
Overnight Operações realizadas no open market por prazo mínimo de um dia, restritas às instituições financeiras